Célia Ferreira

14 Fevereiro, 2014

O meu nome é Célia Maria Cunha Ferreira, frequentei o curso de Marketing, na Escola Superior de Tecnologia e Gestão, entre 2002 e 2006.

Como era a estudante mais velha do meu curso e a minha atividade profissional “exigia” que me vestisse de “fato” diariamente, para me sentir “menos velha” que os restantes colegas da turma, quando chegava à escola, despia o casaco do fato e vestia o casaco de ganga. Com o tempo isso deixou de fazer sentido, pois a maturidade é também um posto que se conquista.

Sempre fui trabalhadora-estudante, conciliando a vida familiar (também já era mãe) com o trabalho diário e a vertente académica. Não posso dizer que tive vida académica, pois apenas frequentava as aulas e pouco mais. Recordo-me de andar meses a dormir 4h por noite, pois realizava os trabalhos de curso após as 22h, para poder manter algum tempo em família. Depois de deitar o meu filho e deixar o marido à lareira, lá ia eu para a escola realizar trabalhos de grupo até às 2-4 da manhã, levantando-me sempre às 8h da manhã.

Enquanto tirava o curso, havia quem me perguntasse para que o queria, se afinal, até aí, já tinha sucesso profissional. Respondia que o futuro podia trazer-nos surpresas e que nunca seria demais estarmos munidos de conhecimentos vários, para assim podermos manter a nossa mente mais ativa/saudável e uma maior segurança para o futuro.

A nível profissional, e como atividade principal sou gestora de clientes (já era o que fazia antes de ingressar na ESTG), mas os conhecimentos aí adquiridos permitiram-me dar formação, conceber projetos empresariais e dar aulas na ESTM, em Peniche.

Sou gestora de clientes na EXPONOR, no Porto, e sou mãe de 3 filhos – os meus mais importantes projetos. Estou envolvida no projeto AMHO – A Minha Horta, que pretende colocar uma bio horta doméstica em cada lar de Portugal, potenciando o respeito pela agricultura e a valorização do consumo local, bem como a dinamização de ações de sensibilização alimentar e agrícola, junto de público jovem – https://www.facebook.com/pages/AMHO-A-Minha-HOrta

Sou presidente do Leiria Toastmasters Club -https://www.facebook.com/LeiriaToastmastersClub. Faço parte ainda dos órgãos sociais da Associação de Pais da Batalha e crio “Workshops” de Bio Hortas Domésticas.

Sempre vivi (e vivo) em casas agrícolas e senti que a agricultura necessitava, sobretudo, da componente de marketing. Por isso, avancei para este curso no IPLeiria, que contribuiu ainda mais para a minha formação profissional, ajudando-me a criar projetos empresariais agrícolas junto do Proder (Programa de Desenvolvimento Rural).

A Rede IPLeiri@lumni permite-nos estar em contacto com um dos marcos da nossa vida. Espero que avancem para mais encontros. Falhei os vossos passeios no Verão, mas porque não avançar com jantares celebrativos dos anos de términos dos cursos? Por exemplo: dez anos depois um jantar com quem terminou o curso. Assim poder-se-ia dividir um pouco as diferentes gerações e criar forma de atrair quem vai. Captar alguns elementos mais dinâmicos para promover encontros e, para tal, potenciar o espaço de lazer da Nazaré, promover os projetos pessoais dos atuais estudantes, criando rede de contactos. Sugiro à Rede que convide os alumni para palestras e para falarem de forma inspiradora para os atuais estudantes. Se a intenção é cada vez mais uma escola próxima das empresas, vamos partilhar mais…

Para o testemunho curto, clique aqui…