João Pedro Santos

22 Junho, 2018

Chamo-me João Pedro Leal Santos, tenho 25 anos e sou natural de Porto de Mós. Fui aluno da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Leiria entre 2011 e 2018. Comecei por me Licenciar em Engenharia de Redes e Serviços de Comunicação e segui para o Mestrado em Engenharia Informática – Computação Móvel.

Guardo na memória o primeiro dia em que pisei a calçada do pátio. Lembro-me como se fosse hoje. Desde o nervosismo de ir para um sítio desconhecido repleto de pessoas e desafios novos, até à excitação de estar a dar um passo importante para a definição do meu futuro. Relembro-me da familiaridade que existia entre alunos, professores e auxiliares, fazendo-nos sentir sempre em casa e mantendo-nos confiantes para enfrentar a exigência do ensino que nos era apresentado.

Após o término da Licenciatura tomei a decisão de continuar a fazer parte da família IPLeiria e ingressei no Mestrado. Ainda no decurso do Mestrado, em fevereiro de 2017, comecei a trabalhar em Lisboa como Consultor na área de Administração de Sistemas, numa vertente mais focada em soluções Microsoft, funções que desempenhei durante 6 meses. Após esse período, apareceu o desafio de ingressar no mundo da Arquitetura Empresarial, área mais focada na gestão de suporte ao negócio a nível informático, exigindo a aplicação dos meus conhecimentos a nível de desenvolvimento de software e administração de sistemas. Demonstrou ser um ótimo desafio e uma fonte de conhecimento enorme, permitindo-me também aplicar tudo o que aprendi.

O IPLeiria passou-me valores importantíssimos que procuro seguir, tanto a nível profissional como pessoal. Ensinou-me que por mais difícil que um desafio pareça, serei sempre capaz de o ultrapassar. Ensinou-me a não virar as costas a um desafio e a encarar as dificuldades de frente e acima de tudo, a nunca desistir.

Vejo a Rede IPLeiri@alumni como um elo de ligação para nós, antigos estudantes, com a instituição que nos formou. Espero que assim seja e que cresça, para que chegue a todos os antigos estudantes. Seria interessante ver esforços para se reunirem periodicamente os antigos alunos, permitindo-nos trocar experiências e conhecimentos num ambiente mais familiar e informal.