Ana Braga

25 Maio, 2012

O meu nome é Ana Braga, estudei no IPL, mais propriamente na ESTM. Tirei o curso de Biologia Marinha e Biotecnologia, Ramo de Aquacultura. Terminei no ano de 2008.

Inicialmente, como queria o curso de Biologia Marinha, candidatei-me para várias universidades. Mas tive a sorte de calhar na ESTM que era a minha segunda opção no processo da candidatura. Cheguei a candidatar-me à segunda fase, mas ao fim da primeira semana na ESTM já não colocava essa hipótese. Porque realmente fui muito bem recebida e era um ambiente fantástico! Foi cinco estrelas, sem dúvida nenhuma!

Praticamente as experiências foram todas positivas! Aquilo que eu mais gostei no curso e na escola em si foi precisamente o facto de existir uma personalização, um maior contacto não só entre estudantes, porque a escola não é muito grande, mas também entre alunos e professores. Havia uma preocupação muito grande da parte dos professores em todos os sentidos! Foi espetacular, o ensino foi espetacular!

Costumo sempre recomendar o IPL, inclusivamente aqui na zona de onde eu sou. Depois de ter entrado para o IPL, foram vários os estudantes que vieram a frequentar o instituto. Não digo que tenha sido por recomendação directa da minha parte, mas tendo em conta o curso e a interacção que havia, recomendei o IPL a alguns colegas meus.

Mantenho ainda contacto com alguns colegas e professores, embora nem sempre seja um contacto direto, face à distância geográfica que me separa da escola.

Fiz a licenciatura no IPL e depois frequentei o mestrado na Universidade do Porto. Considero que apesar da oferta que o IPL tem neste momento, também é vantajoso para os estudantes terem uma diversificação de experiências. Mas para outros colegas que tenham começado os seus estudos fora do IPL e queiram trabalhar ou iniciar-se na área de aquacultura e de biotecnologia creio que sim, que esta é uma boa aposta. Daquilo que tenho conhecimento, os mestrados estão muito bem conseguidos.

Depois de terminar o curso, vim fazer um estágio no Aquamuseu do Rio Minho em que tive oportunidade de contactar com várias áreas, desde a aquacultura à aquariofilia, para além da investigação propriamente dita e da educação ambiental. Terminado este estágio estive uns tempos parada até surgir um novo projeto, também no Aquamuseu.

Neste momento em termos profissionais estou a fazer a investigação principalmente ligada à ecologia. Também desenvolvo um pouco de educação ambiental, tendo em conta esta vertente do Aquamuseu.

Hoje em dia, criar projectos pessoais é um bocado complicado não é? Não podemos ir muito longe nem fazer grandes coisas sem apoio. Mas sim, tenho algumas ideias para desenvolver dentro da minha área.

Eu creio que a Rede Ipleiri@lumni, principalmente em termos de contacto com outros colegas, permite trazer mais união. Nós vamos falando nas redes sociais mas é um bocadinho disperso. Creio que a existência de uma base como a Rede Alumni é capaz de nos manter mais unidos. Não só entre nós, mas também em relação à escola. Porque no meu caso pessoal, tenho notado alguma dificuldade em aceder à informação que está disponível. Mas também lá está: devido à distância e à dificuldade que tenho em participar nos eventos organizados pela ESTM.

Penso que a Rede será também uma importante ferramenta para o desenvolvimento da região de Leiria, permitindo partilhar ofertas de trabalho ou novas oportunidades na área. Temos que trabalhar um bocadinho esta ligação. Portanto creio que existir uma rede seria óptimo. Não só para nós que terminámos mas também para aqueles que estão agora a terminar o seu curso.

A mensagem que deixo aos atuais alunos é: aproveitem as aulas práticas! É o máximo que lhes posso dizer! Pelo menos no meu curso, daquilo que experimentei e vivenciei, o facto de termos uma base prática ou teórico-prática tão grande no curso, deixa-nos muito mais preparados. Portanto é o melhor conselho que pode haver! Aproveitem ao máximo!

Para os alumni, o apelo que faço, é que realmente a relevância deste tipo de redes é fantástica, pelo menos para nos ajudar a manter mais unidos. Portanto, quem ainda não se registou, está na altura de o fazer! Sem dúvida!