Clotilde Oliveira

1 Outubro, 2013

Chamo-me Clotilde Oliveira e tenho 34 anos.

Faço parte da 2ª turma do curso do Curso de Tradução e Interpretação Português/Chinês Chinês/Português da ESECS. Concluí a licenciatura em 2011.

A minha vida académica em Portugal começou mesmo na ESECS, pois toda a minha formação anterior era francesa. Confesso que comecei muito apreensiva, mas em pouco tempo senti-me confiante e cheia de vontade de aprender. Lembro-me muito bem do primeiro dia, quando o curso e os professores nos foram apresentados e quando tive o 1º contacto com aqueles que se iriam tornar na minha “família” durante 4 anos! Foi um dia muito emocionante.

Inesquecíveis foram também os dois anos que passei entre Macau e Pequim. A ESECS permitiu-me realizar o sonho de conhecer a China, de mergulhar na cultura chinesa e conhecer gente maravilhosa dentro e fora do curso. Uma experiência muito enriquecedora, sem dúvida, que recordo com muita saudade.

O IPL fez-me crescer emocionalmente. Permitiu-me adquirir as bases necessárias para evoluir profissionalmente num contexto multicultural, abriu-me caminho para novos horizontes e deu-me a oportunidade única de viver dois anos intensos na China.

Quando acabei o curso, quis voltar para França onde julgava ter melhores oportunidades de emprego. Comecei a procurar trabalho em Paris.

Hoje trabalho no Departamento de Relações Internacionais da Escola Superior Sup’Biotech em Paris onde sou assistant manager. Trato dos intercâmbios académicos, sejam eles relativos ao período de estudo internacional obrigatório dos nossos estudantes ou à admissão de alunos estrangeiros. Tenho contactos diários com parceiros a nível mundial e estamos agora a apostar no contacto com a China, o que para mim é ótimo !

A médio/longo prazo gostaria de fazer um mestrado na área do turismo, por ser uma área que adoro. A Escola que me interessa situa-se em Mende (sul de França) e permite tirar um “duplo diploma” em parceria com uma universidade chinesa, onde também se pode fazer um estágio de um ano. Esta oportunidade permitiria dar seguimento aos meus estudos em chinês.

A Rede IPLeiri@lumni permite saber o rumo que cada estudante tomou no final do curso, ajudando assim os atuais estudantes a considerarem carreiras nas quais não pensariam de outra maneira. Quando saímos de um curso, nem sempre se tem ideias concretas das oportunidades profissionais que estão ao nosso alcance e, por isso, a partilha da experiência de antigos estudantes pode ser uma mais valia. Penso que poderia ser interessante traduzir os testemunhos dos alumni para chinês e inglês, pois nem só os portugueses estão ligados ao IPLeiria.

Para o testemunho curto, clique aqui…