Melissa Lopes

11 Junho, 2014

Chamo-me Melissa Lopes, frequentei o curso de Serviço Social na ESEL (agora ESECS), entre 2005 e 2008.

Como sou natural de Leiria, o meu sentimento de estudante provavelmente foi diferente, quando comparado com o dos colegas deslocados. No entanto, guardo muito boas recordações dos colegas, dos professores e do ambiente acolhedor que o Instituto sempre me proporcionou. Recordo essencialmente os trabalhos de grupo, a troca de apontamentos entre alguns colegas e o sentido de camaradagem com os que me eram mais próximos.

Depois de terminar a Licenciatura, rumei a Lisboa para fazer o Mestrado em Gerontologia Social, na Universidade Lusíada – Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa, o qual concluí em 2011. Durante esse tempo, fui convidada para fazer um Estágio Profissional na Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos de Mira Sintra. Este foi o meu primeiro contacto com idosos, em contexto laboral. Algum tempo depois, regressei à minha cidade ficando a trabalhar na Associação de Defesa e Apoio da Vida, em Leiria (ADAV-Leiria), onde estive um ano e 2 meses. Trata-se de uma Instituição de apoio a mulheres grávidas e famílias carenciadas, onde adorei trabalhar, evoluindo muito em termos profissionais e pessoais. No final de 2012, sentindo necessidade de experienciar uma nova área, mudei-me para Coimbra onde realizei estágio profissional na Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Centro. Pouco tempo depois de terminar este estágio, iniciei funções na Associação Lar Emanuel (em Leiria), onde me encontro até ao momento. Trabalho com idosos, área na qual me especializei e adoro poder trabalhar.

Ter tido a sorte de poder experienciar diversas áreas, fez-me evoluir imenso enquanto profissional e pessoa, estando agora mais preparada para lidar com diferentes situações, que surgem no dia-a-dia.

Em termos profissionais, o IPLeiria foi o “pontapé de saída” para a minha vida laboral e para o meu desenvolvimento pessoal. Ter realizado a minha licenciatura neste Instituto foi muito positivo, pois consegui criar uma relação próxima com os professores, que se mostravam disponíveis sempre que era necessário, o que não acontece em muitas faculdades. Este é sem dúvida, na minha opinião, o grande ponto forte do IPLeiria.

Espero que a Rede IPLeiri@lumni proporcione um estreitar de laços com os nossos antigos colegas, pois já perdi o contacto com muitos deles. Espero também que nos possa dar a conhecer novos projetos.

Sugiro a criação de um grupo online, para cada curso, para que possamos ir partilhando projetos, opiniões e formações.