Francisco Ferraz

16 Janeiro, 2015

O meu nome é Francisco Ferraz e entre 2000 e 2003 fui estudante na Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG), onde fiz a Pós-graduação em Economia e Estratégia Industrial.

O período passado nesta instituição é lembrado com bastante saudade por um conjunto de aspetos relacionados não só com a qualidade da formação (decorrente do profissionalismo e interesse dos professores) e das instalações, mas também pela camaradagem e amizade com os colegas do curso, ainda hoje preservadas e revividas em diversas ocasiões. A formação obtida foi uma mais-valia, não só a nível académico mas também a nível profissional. Como Técnico Oficial de Contas, responsável por diversas contabilidades empresariais, pude verificar a aplicabilidade e potencial da formação obtida.

Decorrente da vida académica, estive presente em diversos eventos promovidos pela instituição, nomeadamente em conferências, workshops e seminários, sobre diversas temáticas relacionadas não só com a área de formação, como também em outras áreas de interesse. Participei em alguns eventos festivos, convivendo quer com antigos colegas como com professores.

O relacionamento com o Instituto Politécnico de Leiria cimentou-se, a partir de 2006, através da aceitação do desafio profissional de aí lecionar.

A área de ensino tem sido a Contabilidade, decorrente da formação de base obtida entre 1992 e 1996 na licenciatura em Contabilidade e Administração Financeira no Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa e da experiência obtida em departamentos financeiros e de contabilidade de empresas ligadas ao ramo da construção civil e obras públicas e da cerâmica, tanto em Lisboa como em Caldas da Rainha. Desta forma, tenho lecionado nesta área no Curso de Especialização Tecnológica de Aplicações Informáticas de Gestão, nas Licenciatura de Organização e Gestão Empresarial, Lazer e Turismo, Solicitadoria, Administração Pública e Marketing e, mais recentemente, nos Mestrados em Finanças Empresariais e em Negócios Internacionais. Tenho colaborado, assim, nas diferentes escolas do Instituto, nomeadamente na Escola Superior de Tecnologia, Artes e Design ESTGAD, atualmente designada por Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha – ESAD.CR, na Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar – ESTM e na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Leiria – ESTG.

Considerando o meu interesse bem como a necessidade de atualizar conhecimentos, prossegui os estudos conjuntamente com uma instituição parceira do Instituto Politécnico de Leiria, a Universidade da Extremadura localizada em Badajoz, Espanha, tendo obtido em 2009 o diploma de Estudos Avançados em Economia Financiera y Contabilidade. Após este período desenvolvi a tese de doutoramento na área de Governo Corporativo e Responsabilidade Social Corporativa designada “La formación socialmente responsable y su impacto en el desempeño empresarial. Un análisis del sector turístico Portugués”, tendo a sua defesa ocorrido em outubro de 2012.

As relações com a Instituição mantêm-se também ao nível da investigação desenvolvida, sendo membro efetivo dos centros de investigação CIGS – Centro de Investigação em Gestão e Sustentabilidade e membro colaborador do GITUR – Unidade de Investigação em Turismo, ambos integrados no INDEA/IPLeiria – Instituto de Investigação, Desenvolvimento e Estudos Avançados. Neste âmbito, sou autor ou coautor de diversos documentos científicos apresentados em conferências e publicados em revistas científicas. Também tem sido potenciado um conjunto diversificado de contactos com unidades de investigação de outras instituições de ensino superior assim como com investigadores de áreas afins às lecionadas e de interesse, fomentando parcerias e a realização de trabalhos conjuntos.

Em relação à Rede IPLeiri@lumni, considero que se trata de um fator impulsionador do relacionamento entre antigos estudantes, bem como entre estes e o IPLeiria. Noto que está cada vez mais dinâmica, desempenhando um papel importante na empregabilidade, através do alerta para novas oportunidades, na formação, pela divulgação de cursos, seminários, dias abertos e outros eventos similares, e na componente social, através de informação generalizada sobre diversos eventos sociais, desportivos e de solidariedade. Sem dúvida, é uma mais-valia para a Instituição e para os estudantes, não apenas antigos, mas também atuais e futuros.

Para o testemunho curto, clique aqui